– Download Tabela Bitolas Comerciais

– Download Artigo Pinus Preservado

A madeira de Pinus preservado, também chamado de Pinus tratado, Pinus autoclavado ou ainda Pinus osmopressurizado é largamente utilizado na América do Norte e na Europa há mais de cinco décadas. No Brasil, o pinus preservado começou a ser produzido no final do século passado, e vem ganhando espaço em substituição ao uso de madeiras nativas.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Espécie: Pinus sp

Tratamento Preservativo: 4,0 kg(ox)/m³ – CCA

Categoria de Uso: 3 – NBR16.143:2013 – Preservação de Madeiras – Sistema de Categorias de Uso

Uso: Uso interno, fora de contato com o solo e protegidas das intempéries, que podem, ocasionalmente, ser expostas a fontes de umidade. (NBR16.143:2013).

Vida útil (Expectativa): 100 anos livre de xilófagos (cupins, brocas e fungos decompositores)

Referências

ABPM – Associação Brasileira de Preservadores de Madeira – (www.abpm.com.br)

American Wood Protection Association – (www.awpa.com)

Wikipedia – Wood Preservation (https://en.wikipedia.org/wiki/Wood_preservation)

Normatização

ABNT NBR 16.143 – Preservação de Madeiras – Sistema de Categorias de Uso

ABNT NBR 6.232 – Penetração e Retenção de Preservativos em madeira tratada sob pressão

ABNT NBR 7190 – Projeto de Estruturas de Madeira

ABNT NBR ISO 1030 – Madeira serrada de coníferas – Defeitos – Medição

ABNT NBR ISO 3179 – Madeira serrada de coníferas – Dimensões nominais

ABNT NBR ISO 737 – Madeira serrada de coníferas – Dimensões – Métodos de medição

ABNT NBR ISO 738 – Madeira serrada de coníferas – Dimensões – Desvios permitidos e retração